O que você precisa saber antes de fazer uma cirurgia da mão

Atualizado: 7 de set. de 2021


Se a sua mão tem alguma deformidade a cirurgia pode melhorar a sua condição. Este tipo de cirurgia muito especializada pode tratar doenças que causam dor e prejudicam a força, a função e a flexibilidade de seu punho e dedos. A cirurgia visa restaurar, próximo do normal, a função dos dedos e de mãos feridas por trauma ou corrigir anomalias presentes no momento do nascimento.

O que saber antes de se submeter à uma cirugia das mão

O sucesso e a segurança do procedimento cirúrgico dependem muito de sua sinceridade durante a consulta. Você será questionado sobre sua saúde, desejos e estilo de vida.

Esteja preparado para discutir

  • A razão pela qual quer fazer a cirurgia, suas expectativas e o resultado desejado;

  • As opções disponíveis na cirurgia da mão;

  • As condições médicas, alergia medicamentosa e tratamento médico;

  • Uso atual de medicamento, vitamina, medicamentos naturais, fumo, álcool e drogas;

  • Cirurgias prévias.

O cirurgião também poderá

  • Avaliar o seu estado geral de saúde e todas as condições pré-existentes de saúde ou fatores de risco;

  • Examinar sua mão detalhadamente;

  • Fotografar para prontuário médico;

  • Discutir as opções e recomendar a mais adequada para restaurar a função da mão;

  • Discutir possíveis resultados da cirurgia e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Informações de segurança

A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem deve decidir se os benefícios atingirão seus objetivos e se os riscos e potenciais complicações são aceitáveis.

Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

Possíveis riscos da cirurgia

  • Sangramento (hematoma);

  • Infecção;

  • Riscos anestésicos;

  • Cicatrizes desfavoráveis;

  • Mudança na sensação da pele;

  • Irregularidades no contorno da pele;

  • Descoloração da pele/inchaço;

  • Má cicatrização das incisões;

  • Edema de mão;

  • Alergias à fita, a materiais de sutura, à cola, a produtos derivados do sangue;

  • Trombose venosa profunda, complicações cardíacas e pulmonares;

  • Danos em estruturas mais profundas tais como nervos, vasos sanguíneos, músculos e pulmões, podendo ocorrer e ser temporários ou permanentes;

  • Dor, que pode perdurar;

  • Possibilidade de cirurgia revisional.

Você precisará de ajuda

Não deixe de pedir a alguém que o acompanhe e fique com você, pelo menos, a primeira noite após a cirurgia.

Faça perguntas ao médico

É muito importante perguntar ao cirurgião sobre o procedimento ao qual será submetido. É natural que sinta um pouco de ansiedade, seja expectativa com a nova aparência ou estresse pré-operatório. Não tenha vergonha de discutir esses sentimentos com seu cirurgião.

  • Onde vou permanecer em recuperação após o término da cirurgia?

  • Qual medicação vai me ser dada ou prescrita após a cirurgia?

  • Haverá curativos após a cirurgia? Quando serão removidos?

  • Os pontos serão removidos? Quando?

  • Quando poderei retomar as atividades normais e exercício físico?

  • Quando será a consulta de retorno?

Siga todas as instruções pós-operatórias, incluindo limpeza, medicamentos prescritos e exercícios de fisioterapia da mão. A fisioterapia é fundamental para restaurar a flexibilidade, a força e o movimento. Se você retornar à função normal muito rapidamente, o risco de uma nova lesão é possível. Continue o seu tratamento com fisioterapia e retorne periodicamente às consultas de acompanhamento com seu cirurgião plástico.

O seu conforto é importante no pós-operatório, por isto, esteja ciente de todas as etapas e tire as suas dúvidas na consulta. Entre em contato conosco.

Fonte: Site Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica


17 visualizações

Posts recentes

Ver tudo